10 de dezembro de 2014

A Importância da Leitura

A leitura, antes de qualquer coisa, é um prazer. Porém, para desenvolver o hábito de leitura é preciso um pouco de esforço e disciplinas. Muitas pessoas tomam gosto pela leitura por vias da necessidade. Por estar cursando em um nível educacional que exige leituras, pesquisas e desenvolvimento de textos. Outras são incentivadas desde a infância a explorar o mundo dos livros através dos exemplos dos pais, familiares e pessoas próximas. Há também pessoas que descobrem a leitura, em um dado momento de sua vida, por variados motivos que não caberiam ser tratados aqui devido ao propósito central do texto. É bastante relevante ler textos relacionados com interesses pessoais. Contudo, se fechar em uma área do conhecimento faz com que o individuo não desenvolva uma visão holística sobre os diversos campos do saber. Ler proporciona a melhora na linguagem falada e escrita. Quem lê diariamente cria um vocabulário abrangente, deste modo, pode se fazer melhor entendido nas suas argumentações escritas e proferidas melhorando suas relações interpessoais. Na escolha de textos e livros é sempre indicado verificar a autoria, a linha temática e as referências. Além disso, cabe verificar as contribuições da obra nos contextos culturais, sociais, científicos entre outros. A leitura também estimula o desenvolvimento da capacidade cognitiva. Uma das vantagens da capacidade cognitiva é interpretar e resolver questões devido a um prévio conhecimento de fatos similares. A pessoa não necessita ter vivido tal situação. Quanto mais profunda tiver sido a interação do leitor com um texto que relata um caso parecido, mais percepção terá a cerca do panorama que se desenha. Ler desenvolve a imaginação e estimula a criatividade. Se uma película nos mostra uma personagem deste ou daquele tamanho, usando roupas laranja ou verde isto já está predeterminado, com a leitura ocorre diferente. No ato de ler, na maioria das vezes, quem determina isso é o leitor. A imaginação traz em si a interação ativa do leitor. Por mais detalhes que o autor possa colocar sobre as linhas, no ato de ler quem dirige as cenas é o leitor. Além de tudo isso – a leitura, antes de qualquer coisa, é um prazer.

Zel Florizel