3 de setembro de 2016

Elena Maro Music Journey

A Itália sempre foi berço de grandes interpretes e a nova safra de cantores e cantoras reafirma ainda mais essa posição. Entre elas destaca-se Elena Maro. Elena nasceu em Turim um grande centro econômico e famosa cidade que no século XIX chegou a ser capital do país.
Nem bem abriu os olhos, a recém-nascida Elena foi encantada pela arte. “De acordo com minha mãe, era tarde da noite e o médico de plantão estava tocando seu violão e cantando, essa foi a primeira coisa que eu ouvi quando nasci”. Por esse motivo a musica sempre foi essencial em sua vida, acrescenta.
A cantora recorda que aos três anos de idade passava o dia dançando em volta da casa ou cantando alto sentada em um degrau da escada. “Tinha uma acústica perfeita lá”. Sua barulheira levavam seus pais e seu adorado irmão mais velho a loucura, nessa época Elena já se espelhava nas grandes estrelas. “Eu sempre sonhei com a América, eu queria ser uma daquelas famosas cantoras e compositoras americanas, era tão encantada com aquilo”. Uma das cantoras prediletas de Elena é Carole King, em homenagem à cantora, batizou seu violão folk com o nome de Carole.

De acordo com a cantora, ela nunca decidiu sobre ser uma artista, do mesmo modo que nunca decidiu sobre respirar. A musica para ela sempre foi um instinto natural. “Surgiu como um caminho que eu estava simplesmente destinada a seguir, onde eu poderia ser eu mesma, me sentir feliz, completa e apaixonada pelo Universo”, ressalta.
A partir dos quinze anos Elena passa a ver a musica com mais responsabilidade, começa a estudar canto, piano e composição. O contato como estudo de musica e seu desenvolvimento na arte, mostrou que aquilo não era um sonho passageiro de criança, aquilo era real e para a vida inteira.
Perguntado a cantora sobre as dificuldades na carreira, Elena nos revela que há poucos anos passou por provas difíceis. E que, combinar seu trabalho como professora durante o dia e a carreira de cantora e compositora, também não foi tarefa fácil.
Além das aulas, Elena esteve trabalhando pouco em suas musicas – na criação e produção. Esteve também trabalhando em dramaturgia; como atriz; em designer de som para produções teatrais e reformando a casa que tinha comprado. “Não tive tempo para passeios”, desabafa.
Cansada e frustrada por não ter muito tempo para se dedicar à sua arte, Elena toma uma decisão drástica, porém acertada. No começo 2016 vendeu a casa, deixou as aulas por um tempo e candidatou-se em um programa para músicos no Musicians Institute em Hollywood e foi aceita em Maio. O programa começará em Outubro com duração de seis meses e a cantora já está arrumando as malas. “Vou perseguir meus sonhos, quero ter minhas musicas gravadas para grandes produções em Hollywood, conhecer pessoas, sei que é um grande sonho, mas, se eu não acreditar que posso quem acreditará?”
Com o aceite da instituição, Elena iniciou uma campanha na web intitulada The Journey, contado a história de mulheres que não têm medo de fazer suas próprias escolhas e buscar aquilo que as satisfaçam. A cantora dedica uma parte de seu tempo para conhecer mulheres, que como ela, estão nessa mesma luta e nunca desistiram de seus sonhos.
Elena convida as mulheres a participar da campanha e contar suas lutas. “Mulheres que têm lutado com garra e determinação, acreditam na beleza da vida e que sonhos podem se tornar real estão convidadas a participar do projeto” enfatiza. Para conhecer o projeto e entrar em contato com a cantora basta acessar seu site: Elena Maro Official Website.
Os principais instrumentos da artista são: violão e piano. Através dos quais a cantora compõe, cria seus arranjos e grava suas canções. Além da criação e do vocal, Elena é quem faz toda a produção musical. Sobre os gêneros musicais preferidos diz: “Eu adoro todos os gêneros musicais, desde que seja musica boa e feita de coração”.
Os artistas que a inspira são: Grant-Lee Phillips, Sam Phillips, Jewel e Jennifer Page. Além desses, apreciam muito o som da banda Novo Amor, uma banda criada por um músico e o designer musical da cidade de Wales e Ennio Morricone, compositor de musicas para o cinema.
Elena começou a compor aos vinte anos, se sentia realizada profissionalmente e conduzia um show cantando pela Europa e mostrando suas canções. Contudo, faltava alguma coisa. Como dançarina que foi, estava acostumada a ouvir as mensagens que seu corpo enviava. E uma dessas mensagens foi escolher um instrumento e colocar para fora as melodias que só conseguia ouvir dentro de si. Então, comprou um violão e começou a tocar pó conta própria, sem buscar métodos. “Foi como mágica, algo concebido exatamente para ser”, ressalta.
Sua inspiração pra compor vem das coisas da vida, de histórias e de pessoas que tem conhecido ao longo da vida. “Eu acredito que boas musicas vêm de corações sensíveis, de pessoas que não têm medo de encarar a dor e histórias tristes”. Elena é autora de uma letra de musica criada para a campanha mundial de combate ao trabalho infantil do ILO, instituição ligada à ONU. Nesse sentido há algo chegando em seu novo projeto. Porém, ela ainda não pode revelar.
Para Elena, as composições chegam subitamente quando está fazendo qualquer outra coisa que não seja relacionada a musica. Então, pega seu violão ou senta ao piano e deixa a arte fluir. “É como se alguém estivesse me guiando, a melodia e a letra (história), frequentemente surgem juntas”. Se não está em casa, utiliza o celular para gravar as ideias iniciais de melodia e harmonia. “As vezes as musicas surgem também em meus sonhos, é por isso que mantenho meu celular no criado mudo, bem ao lado da cama”, acrescenta.
Quando está compondo uma trilha para jogos, vídeos, comerciais, ou escrevendo com base em alguma história, a compositora procura se envolver a fundo com o assunto, submergir no tema. “Algo como os atores fazem, de acordo com o método de Stanislavski”, completa. A partir daí, começa a organizar e escolher os sons, ou criar novos. “Eu gosto de criar meu próprio banco de sons de coisas incomuns”, revela. Se a musica é para fins comerciais, a compositora foca nos princípios do marketing emocional. Porém, jamais deixando de fora sua criatividade e inspiração ao criar algo que o cliente pediu.
Uma de suas autorias preferidas é a musica Everything Flows, canção que escreveu inspirada na perda de uma pessoa próxima e querida. “Ela veio como uma melodia de cura, para me lembrar de que nada na vida é para sempre e que as coisas mudam, mas isso tem um lado bom, porque todas essas mudanças te levam a nunca desistir das coisas que podem mudar para algo positivo, de forma surpreendente e em curto tempo, se você apenas acreditar”. Para Elena, musica é o amor da sua vida, o que a mantém de pé, respirando e sendo feliz.
Perguntado sobre o que a deixa chateada, Elena responde que decidiu desistir dos sentimentos negativos, agora está concentrada em ser feliz. “A musica me faz feliz é claro, e também o apoio dos amigos músicos”. “Eu amo a natureza, caminhar e ouvir o som do vento acariciando as filhas, isto me faz entrar em êxtase”, ressalta. Para saber mais sobre o trabalho da cantora acesse seus canais na web: Elena Maro Official Website, ReverbNation, Twitter, FacebookFan Page, YouTube, Instagram e SoundCloud.