11 de abril de 2013

Qualidade de Vida e Coletividade


Com a revolução industrial o planeta tomou um curso extremamente acelerado, primeiramente os países desenvolvidos e, em seguida a maioria dos outros países entrariam nessa busca desenfreada pelo “desenvolvimento”, vendo assim uma forma de garantir o crescimento econômico e, uma melhor qualidade de vida para a “população”.

No primeiro momento pareceu algo fantástico, contudo, com a chegada da era da informação o mundo está percebendo que a corrida industrial deve tomar outras linhas de conduta. Essas linhas devem estar de acordo com a boa gestão dos recursos naturais e, consequentemente de acordo com a boa qualidade de vida da sociedade em sua totalidade.

Cada cidadão tem papel importante nessa transformação dos pensamentos e ações. A escolha de produtos e serviços de empresas que realmente praticam a responsabilidade socioambiental, sabendo distinguir entre elas as que de fato estão empenhadas nessa causa, será um passo importantíssimo na construção de uma nova consciência.

A redução nas emissões de resíduos sólidos, líquidos e gasosos se dará a partir de uma reeducação para o modelo de vida inteligente e criativo, em outras palavras, sustentável. Assim, gerando no indivíduo, desde os seus primeiros anos, a sensibilidade para absorver a realidade de que faz parte de um único corpo total e indivisível o qual chamamos sociedade.

por Zel Florizel

Nota do autor: texto que elaborei em um concurso que prestei há alguns anos, revisei para compartilhar com vocês. Espero que gostem. Como sempre, erros de português avisem, pois, ninguém é tão infalível que nunca os tenha cometido.