15 de novembro de 2016

Cody Morgan Music and History

 Em 1912 chegava a Hazard, pequena cidade ao leste de Kentucky – EUA, a primeira linha ferroviária. Com cerca de cinco mil habitantes, Hazard é cercada de montanhas e bastante arborizada. A cidade foi tema musical na canção High Sheriff of Hazard escrita pelo compositor norte-americano Tom Paxton, autor de vários sucessos, inclusive gravado também por Bob Dylan.
E tratando-se de música, é de lá que vem o jovem cantor, compositor e músico Cody Morgan (19). O artista nos conta que teve uma infância ótima, não poderia ser melhor. Seus pais deram sempre o melhor de si e nada lhe faltava naqueles dias. Seu divertimento preferido era assistir luta livre pela televisão todas as segundas e sextas-feiras. “Eu realmente queria ser um lutador profissional antes de entrar para o ramo da música”, comenta. Já tinha nome de lutador e tudo mais, seu nome de lutador era “Coolio”. Sempre ia com seu primo mais velho à casa de sua avó para algumas disputas.
Cody já tocava violão em sua infância, mas foi na adolescência que seu interesse pela musica se tornou mais forte. Seus pais lhe deram total apoio na sua carreira artística e eles sempre diziam: “poderíamos nos mudar para Kalamazoo em Michigan se você tiver que fazer shows por lá”, acrescenta. A fotografia foi também uma grande paixão do músico em sua adolescência. “Quando eu não estava tocando musicas, estava procurando algo interessante para fotografar”, comenta. Além da fotografia, Cody também gostava de fazer filmagens e colecionar vinil.
Sua inspiração para a musica surgiu de casa, sua mãe e seu avô sempre costumavam tocar violão e cantar, e desde bebê o pequeno Cody já se encantava com aquilo que o acompanharia por toda vida. “Cresci sobre a influência de musicas gospel e country, essas nuances estão presentes em minha música, embora meu estilo seja o gênero american-indie”, ressalta.
O artista jamais teve aulas de canto, sua sorte é que sua mãe sempre o guiou mostrando os caminhos mais acertados na arte de cantar. “Foram vários anos de aprendizagem”, revela. Atualmente o artista se dedica integralmente a musica, praticando todos os dias e buscando novos conhecimentos para aplicar em sua arte. “Uma das coisas que mais gosto de fazer é aprender”, enfatiza.
Cody costuma fazer vídeos ao vivo pela internet, onde pode interagir melhor com os fãs. A maioria das musicas que toca e canta são pedidos dos fãs que o acompanham pela web. “Musica é o meu negócio, então eu toco o que as pessoas pedem”, acrescenta. Por seu estilo de agradar o público, o artista tem se tornado muito versátil, tocando diversos gêneros de musica.
Cody faz questão de enfatizar a importância de seus pais, Richard e Mary, em sua carreira. “Eles sempre me levam onde quer que eu precise estar”, comenta. Sua mãe é quem se encarregou pela parte empresarial de sua carreira. “Ela tem conhecimentos inacreditáveis sobre o que fazer e o que não fazer, ela tem um senso apurado para o negócio da musica”, ressalta. E seu pai é quem cuida do equipamento de som.
Uma das principais dificuldades para Cody no início de carreira foi ter nascido em uma cidade pequena com pouco espaço para sua arte. Então, iniciou sua carreira musical na cidade de Prestonsburg, cerca de uma hora de sua cidade de origem, onde costuma tocar em uma casa chamada Lizzie B’s Café. “O cenário musical é próspero em Prestonsburg”, acrescenta.
Além de seu trabalho solo, o artista se apresentou como guitarrista principal cantor da banda Down 28, “nos tínhamos uma base de fãs muito leal”, ressalta. Após desentendimento sobre estilos musicais decidiu romper com a banda e seguiu em carreira solo. Recentemente, Cody gravou com sua namorada uma musica country chamado Something Different.
Embora seu principal instrumento seja a guitarra acústica, o músico também toca outros instrumentos como: banjo, bandolim, ukelele, bateria, baixo, piano e saltério (instrumento medieval de cordas), sendo autodidata em todos com exceção ao banjo. O banjo lhe foi ensinado por Ron Howard na escola da comunidade em sua cidade e seus pais pagaram as aulas.
Seu primeiro violão foi um presente de aniversário que seu primo ganhara, e não se interessando pelo instrumento o abandonou na casa de sua avó. Porém, Cody se interessou muito, e ficou com o violão para si. “Então, eu estava no processo de aprendizagem, e sentia que uma guitarra regular era muito grande para as minhas mãos, então, eu ‘peguei aquela emprestada’, e aprendi a tocar com ela”, revela. Quando aprendeu dez musicas completa, seus pais lhe presentearam com um novo violão.
O violão tem sido o instrumento principal de Cody e seu predileto, embora ele toque vários outros. “O violão resoa perfeitamente comigo, é meu melhor amigo, ele sabe coisas sobre mim que ninguém mais sabe”, enfatiza.
Os artistas que o inspiram são: The Black Keys, Slash, Chris Stapleton, John Paul White, Gregory Alan Isakov, Willie Nelson, The Lumineers e The Avett Brothers. Além de tocar profissionalmente, Cody toca voluntariamente nos meses de julho na Firework Celebration na cidade de Leslie Country em Kentucky.  
Seu primeiro show solo foi em março de 2015 no Lizzie B’s Café em Prestonsburg. Perguntado como foi experiência o artista nos diz: “é algo que jamais poderia ser duplicado, os tremores do primeiro show são intensos da melhor maneira possível é verdadeiramente mágico”. Atualmente faz de quatro a seis shows por mês.
Cody se interessou por escrever musicas logo que começou a tocar instrumentos musicais, costumava fazer paródias no inicio. Porém aos quinze anos passou a escrever com mais seriedade. O artista comenta que as rupturas nos relacionamentos são sempre um bom catalisador para a criação de musicas. Porém, escreve sobre assuntos variados. Sua primeira composição foi a musica How about you, Judy?, escrita aos quinze anos de idade. Porém, não há gravações e ele não sabe onde a letra foi parar. Suas inspirações para escrevem vêm das coisas do dia-a-dia, quando acontece algo de errado ou que o chateia. E também, gosta de criar temas para intrigar outras pessoas ou inspirá-las.
Além de suas composições, Cody tem muitas canções em parceria. Muitas delas ele escreveu com Mary, sua mãe; outras escreveu com músicos de estilos variados e outros compositores. Suas criações prediletas são: Love Songs e Briar Rose gravada no estúdio The Mountain Arts Center e produzidas pelo produtor musical Brennem Meek. Atualmente o artista está no processo de produção de seu primeiro álbum Rocket Ships and Fireflies. As musicas do trabalho são: Since You’ve Came, Let It Go, Hard To Love You, Dead City, Skies The Limit, Road Signs And Sunsets, When You Pray e o single Love Songs.
Perguntado sobre as dificuldades na carreira musical o artista comenta: “você é obrigado a receber vários nãos que as pessoas irão lhe dizer, mas você não pode deixar isso te abater, você tem que pegar isso e transformá-lo em motivação”. Para Cody, todas as pessoas tem um chamado, e a musica é o seu. “Meu amor pela música é indescritível, sem a musica em minha vida haveria um grande vazio”, enfatiza.
O artista adora trabalhos voluntários e está sempre envolvido com alguma ação desse gênero. No momento está organizando um evento chamado Lets Save Christmas, Vamos Salvar o Natal. O evento contará com vários músicos da região para arrecadar fundos para um programa que distribui alimentos para crianças carentes em época de férias de Natal. “Haverá comida suficiente para o café da manhã, almoço e jantar, para ter certeza que estarão bem alimentados nesse período de férias”, comenta.
Sobre a complexidade do mundo Cody se diz otimista e acredita que há muitas coisas boas. “Gosto de olhar para a vida e vê-la como um copo de água meio cheio, eu acredito que estou aqui de algum modo novamente, e poderei ajudar através da música”, acrescenta. As coisas que o chateiam muito é ver pessoas e animais sendo maltratados. O que o faz se sentir bem é assistir filmes de Adam Sandler e passar o tempo com as pessoas que ama. Sua namorada e a musica, é claro, é o que sempre faz seus dias melhores. “São sempre um farol brilhante para mim”, ressalta. Para saber mais sobre Cody Morgan acesse seus canais na web em: SoundCloudReverbNationYouTubeInstagramTwitter e Fan Page.