30 de novembro de 2016

Wes Romaniuk Music and History

Ontário é uma das regiões mais industrializadas do Canadá onde vive mais de um terço da população do país, uma economia sólida. Sua população, além dos nativos, é composta por imigrantes e descendentes de ingleses, irlandeses, escoceses, franceses, alemães e italianos. A cidade de Kenora é a região onde se concentra o maior eixo administrativo da região.
Além da indústria e administração, Kenora também é berço de boa música. É de lá que vem Wes Romaniuk (43), cantor, músico e compositor. Nascido em uma família de cinco filhos, o artista nos conta que a vida na época não era fácil, porém, havia muito amor.
Na infância Wes costumava jogar baseball, hockey no gelo e ouvir seu pai cantar musica country. Na adolescência o artista frequentou escola católica e lá se formou no ano de 1991, tínhamos muitos amigos e fazíamos muitas festas”, comenta.
Seu interesse por musica começou log aos seis anos de idade ouvindo seus pais cantar e tocar violão. Wes também cantava no coral da escola. Apesar de nunca ter tido aulas de canto desenvolveu sua técnica vocal por amor a musica. “Sempre pratica musica de uma a duas horas por dia”, ressalta.
Em 2009 o artista perde o pai, John Romaniuk, quem lhe ensinou musica desde os primeiros acordes e lhe deu seu primeiro violão. Contudo, sua mãe continuou o apoiando na musica. Perguntado sobre as dificuldades na carreira musical, Wes acrescenta que não é sempre fácil, porém, trabalhando duro o sucesso certamente vem. Seus principais instrumentos é o violão e a voz.
O cantor nos conta que escolheu o violão por gostar da sonoridade e também porque o instrumento o ajudava no seu processo de criação. Os artistas que sempre o inspiraram forma: seu pai, Garth Brooks, Blake Shelton, John Bon Jovi, Guns in Roses e Luke Brian. Seu primeiro show foi em um festival musical em sua cidade natal. Seu primeiro cachê foi de 500 dólares. Wes nos conta amou aquela experiencia.
Em sua jornada de composições o artista recebe inspiração das coisas sobre amor, vida e sua esposa Crystal-Lynn. Sua primeira criação chama-se ‘I Found You’. Em seu processo de criação o violão está sempre presente, é através dele que Wes descobre as harmonias e campos melódicos e depois surgem as letras. Às vezes tendo que mudar algo na melodia ou na letra para encontrar a métrica perfeita, “algumas composições são criadas em poucas horas e outras levam semanas para estarem prontas”, acrescenta.
Em sua trajetória musical o artista fez colaboração musical com a banda Krazy Madness nas canções ‘Southern Lives’ e ‘I Could’. Sua criação favorita é a musica ‘The Blame’[link]. Recentemente Wes assinou com o selo Perfect Pitch Nashville. O cantor faz uma media de três shows por mês, a banda é ele e seu violão.
Além de cantar, tocar e compor, Wes administra uma casa noturna que apresenta musica ao vivo. “Eu amo musica, esta é a minha paixão” enfatiza. O artista acrescenta que a musica o permite se expressar e dizer exatamente o que ele quer dizer. “Eu adoro tocar para as pessoas”, ressalta.
Perguntado sobre sua expectativa a respeito do mundo, Wes é bastante objetivo: “Eu gostaria de ver as pessoas do mundo se amando, cuidando umas das outras e cuidando do planeta que vivemos”.  O que o aborrece são pessoas egoístas, “não gosto de pessoas que querem levar vantagens”, argumenta. E o que o faz feliz é tocar musica, tomar cerveja, amar a Deus e sua esposa. A jornada de Wes na musica é realmente fantástica, para conhecer mais sobre o trabalho do artista acesse: Wes Romanuik Official Web SiteFan PageTwitterInstagramYouTube e ReverbNation.